O QUARTO PASSO PARA A REALIZAÇÃO DOS SONHOS É PROFETIZAR SOBRE ELES!

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , | Posted on 13:41

1

Abraão e Sara são o maior exemplo de sonhos profetizados. Eles não tinham filhos, apenas uma promessa e um sonho na alma: ter um filho herdeiro.
Deus lhes dera a promessa, diversas vezes, mas eles não tinham a concretização daquela promessa, apenas a palavra do Senhor.

Quando Paulo relata a história de Abraão no livro de Romanos, capítulo 4, versículo 17, ele diz que “Abrão chamou à existência aquilo que não existia, como se já existisse”, ou seja ele profetizou sobre seu sonho.

Na mesma história de Abraão, diz que ele não enfraqueceu na fé, mas deu glória a Deus. Quando nos enfraquecemos na espera dos sonhos e achamos que eles se tardam, a nossa arma que podemos usar é profetizar. Foi isto que Abraão fez quando sentia que estava mais frágil. Profecia é quando você antevê o que já está prometido, é quando você proclama o resultado que você aguarda em fé.

Deus mandou Jeremias profetizar sobre seu povo, que estava sendo levado para o cativeiro. Mandou Daniel profetizar quando se cumpriram os setenta anos declarados que eles deveriam ficar no exílio, e animá-los a voltar para sua terra natal. Deus mandou o profeta Ezequiel profetizar sobre o vale de ossos secos, (Ez 47:5-30). O Senhor lhes disse que a vida viria sobre eles à medida que o Espírito do Senhor os visitasse, e isto seria em resposta à profecia. A palavra mais usada neste texto foi “profetiza”, filho do homem! Ou seja, proclama que você sabe que aquilo que está determinado, e faz parte do plano de Deus para os homens na terra.

É a mesma coisa que devemos fazer:- declarar na terra que a promessa de Deus dada a nós pelo sonho será cumprida!



Amanhã tem o último passo para que você aprenda a chamar à existência os sonhos de Deus na sua vida, como você trará a unção de Deus sobre sua vida e seus sonhos! Não perca, te espero aqui!


Bispo Rodovalho


31/05/2010


















CORAGEM PARA PROCLAMAR SEUS SONHOS!

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , , | Posted on 08:29

0


O segundo passo para trazer seus sonhos à realidade é; - Ter coragem de proclamá-lo!

Existe uma lei espiritual que é infalível “Eu cri, por isto falei”, 2 Coríntios 4:13. Toda fé e todo sonho precisam ser falados e proclamados, para serem executados. É com a boca que se faz afirmação a respeito da salvação, diz o apóstolo Paulo em Romanos 10:15-17.

Se você crê, mas não declara, é como se você tivesse com uma semente sem ser plantada em um canteiro. Você tem um potencial de árvore, mas esta semente nunca se concretizará em árvore até que ela encontre seu lugar apropriado. É assim também conosco, no que diz respeito à fé e à proclamação de nossos sonhos.

Moisés teve que despertar no povo de Israel a fé nos sonhos que Deus lhe dera. Visto desta maneira, o chamado de Deus para Moisés aconteceu através do sonho de ver Israel livre do cativeiro saindo do Egito. E para fazer isto a parte mais difícil foi quando Deus convenceu Moisés a aceitar e a proclamar sua missão.

Em Êxodo 3:15-18, Deus insiste com Moisés para que tenha a coragem de assumir seu sonho e sua missão, que era libertar Israel do jugo de Faraó.

Isto acontece conosco também. A parte mais difícil é assumirmos nossos sonhos. Existe uma pesquisa relatada por John Maxwell em seu livro “Como desenvolver sua inteligência”, que diz que aqueles que sabem o que querem já possuem 90% do o0bjeto de seu sonho. O mais difícil é o homem saber o que quer e ter coragem de proclamá-lo.

No livro de Atos capítulo dois, em sua pregação o apóstolo Pedro, citando o profeta Joel declara que nos últimos dias “os jovens terão visões e os velhos sonharão”. É interessante como há uma inversão natural nessa ordem. As coisas normalmente são assim: “Os jovens sonham e os velhos têm visões”. Porque é próprio dos jovens sonhar com a vida, que lhes está aberta, e dos velhos terem visões, porque já têm idade e sabedoria para tal. Mas, a profecia de Joel inverte isto, ou seja, em Deus os jovens terão visão e os velhos ainda conseguirão sonhar!

Tenha coragem de proclamar seu sonho, mesmo que você seja jovem. E se você for velho, tenha a coragem de sonhar. A promessa é que “na velhice darão ainda muitos frutos”.

Ainda há o terceiro passo, aguarde!



Bispo Rodovalho

31/05/2010

HAJA O QUE HOUVER

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , , | Posted on 05:17

0

Na Romênia, um homem dizia sempre a seu filho:

- Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado.

Houve nesta época um terremoto de intensidade muito grande, que quase arrasou as construções lá existentes nesta época.

Estava nesta hora este homem em uma estrada. Ao ver o ocorrido, correu para casa e verificou que sua esposa estava bem, mas seu filho estava na escola.

Foi imediatamente para lá. Encontrou-a totalmente destruída. Não restou uma única parede sequer de pé...

Tomado de uma enorme tristeza ficou ali ouvindo, a voz feliz de seu filho e sua promessa (não cumprida), - Haja o que houver, eu estarei sempre a seu lado.

Seu coração estava apertado pela angústia daquele momento e sua vista apenas enxergava a destruição. Quanta destruição.

A voz de seu filho e sua promessa não cumprida o dilaceravam. Mentalmente percorreu inúmeras vezes o trajeto que fazia diariamente segurando sua mãozinha.

O portão, o corredor, olhava as paredes, aquele rostinho confiante. Passava pela sala do 3º ano, virava o corredor e o olhava ao entrar...

Até que resolveu fazer em cima dos escombros, o mesmo trajeto.

Portão, que não mais existia, o corredor, um amontoado de pedras...Virou a direita e parou em frente ao que deveria ser a porta da sala. Nada!

Apenas uma pilha de material destruído. Nem ao menos um pedaço de alguma coisa que lembrasse a classe. Olhava tudo desolado, e continuava a ouvir sua promessa:

- Haja o que houver, eu sempre estarei com você.

E ele não estava... Começou a cavar com as mãos. Nisto chegaram outros pais, que embora bem intencionados, e também desolados, tentavam afastá-lo de lá dizendo:

"Vá para casa. Não adianta, não sobrou ninguém. Vá para casa."

Ao que ele retrucava:

- Você vai me ajudar?

Mas ninguém o ajudava, e pouco a pouco, todos se afastavam. Chegaram os policiais, que também tentaram retirá-lo dali, pois viam que não havia chance de ter sobrado ninguém com vida.

Haviam outros locais com mais esperança. Mas este homem não esquecia sua promessa ao filho, a única coisa que dizia para as pessoas que tentavam retirá-lo de lá era:

- Você vai me ajudar?

Mas eles também o abandonavam. Chegaram os bombeiros, e foi a mesma coisa...

"Saia daí, não está vendo que não pode ter sobrado ninguém vivo?"

"Você ainda vai pôr em risco a vida de pessoas que queiram te ajudar pois continuam havendo explosões e incêndios."

Ele retrucava:

- Você vai me ajudar?

"Você está cego pela dor não enxerga mais nada. Ou então é a raiva da desgraça."

- Você vai me ajudar?

Um a um todos se afastavam. Ele trabalhou quase sem descanso, apenas com pequenos intervalos, mas não se afastava dali. 5, 10, 12, 22, 24, 30 horas.
Já exausto, dizia a si mesmo que precisava saber se seu filho estava vivo ou morto.

Até que ao afastar uma enorme pedra, sempre chamando pelo filho, ouviu:

- Pai... estou aqui!

Com o peito quase estourando de tanta felicidade, fazia mais força para abrir um vão maior e perguntou:

- Você esta bem?

- Estou. Mas com sede, fome e muito medo.

- Tem mais alguém com você?

- Sim, dos 36 da classe 14 estão comigo estamos presos em um vão entre dois pilares. Estamos todos bem. Apenas conseguia se ouvir seus gritos de alegria.

- Pai, eu falei a eles; vocês podem ficar sossegados, pois meu pai irá nos achar! Eles não acreditavam, mas eu dizia a toda hora... Haja o que houver, meu pai, estará sempre a meu lado.

- Vamos, abaixe-se e tente sair por este buraco, disse o pai ansioso por ter seu filho nos braços.

- Não! Deixe eles saírem primeiro... Eu sei que haja o que houver...Você estará me esperando!

Esta história é verídica. É maravilhoso sabermos também que, haja o que houver, DEUS sempre está ao nosso lado.

Pense nisso da próxima vez que você desanimar, seja qual for o motivo...


Desconheço a autoria desse texto e os desdobramentos desses fatos, porém,  o que nos interessa nesse momento é retirar dessa lição o grande amor de Deus por nós. Ele jamais nos desampara, jamais nos abandona, mesmo quando todas as circunstâncias apontam nessa direção, podemos ter a certeza absoluta de que o Pai Celestial está conosco, nos guardando, protegendo, nos amando. Tenha a certeza desse amor em sua vida, mesmo que você não sinta a presença, como o garotinho dessa história, saiba que Deus estará sempre com você, ao seu lado, sempre!


Um excelente domingo, fique na paz de Jesus!


Bispo Rodovalho
30/05/2010

COMO TRAZER OS SONHOS PARA A REALIDADE

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , | Posted on 04:38

0



Vamos falar de sonhos. Se os seus sonhos não se realizarem, não se tornarem realidade, eles serão apenas ilusões. E ninguém vive de ilusões. O escritor Salomão disse em Provérbios 13:12 que, "a esperança adiada adoece o coração". Esperança adiada é sonho que se tornou uma ilusão.

Sonhos que se procrastinam por toda vida têm potencial de nos fazer adoecer!

Por isso você tem a responsabilidade de trazê-los para a prática, transformando-os em destino. Seus sonhos se tornarão destinos ou ilusões. Somos nós mesmos quem decidimos.

E eu te exorto a crer que, uma vez que você sonhou, então Deus te mostrou seu destino. Agora é ir para a luta prática e fazê-los se tornarem realidades!

Vamos aos passos práticos, para que seus sonhos sejam veredas de destino:

DISCERNIR O QUE DEUS TE DISSE ATRAVÉS DOS SONHOS É O PRIMEIRO PASSO!

Várias vezes na Bíblia encontramos pessoas não discernindo seus sonhos, como na história de Daniel.

Daniel 2:1-10 -"E no segundo ano do reinado de Nabucodonosor, Nabucodonosor teve sonhos; e o seu espírito se perturbou, e passou-se-lhe o sono. Então o rei mandou chamar os magos, os astrólogos, os encantadores e os caldeus, para que declarassem ao rei os seus sonhos; e eles vieram e se apresentaram diante do rei. E o rei lhes disse: Tive um sonho; e para saber o sonho está perturbado o meu espírito. E os caldeus disseram ao rei em aramaico: O rei, vive eternamente! Dize o sonho a teus servos, e daremos a interpretação. Respondeu o rei, e disse aos caldeus: O assunto me tem escapado; se não me fizerdes saber o sonho e a sua interpretação, sereis despedaçados, e as vossas casas serão feitas um monturo; mas se vós me declarardes o sonho e a sua interpretação, recebereis de mim dádivas, recompensas e grande honra; portanto declarai-me o sonho e a sua interpretação. Responderam segunda vez, e disseram: Diga o rei o sonho a seus servos, e daremos a sua interpretação. Respondeu o rei, e disse: Percebo muito bem que vós quereis ganhar tempo; porque vedes que o assunto me tem escapado. De modo que, se não me fizerdes saber o sonho, uma só sentença será a vossa; pois vós preparastes palavras mentirosas e perversas para as proferirdes na minha presença, até que se mude o tempo; portanto dizei-me o sonho, para que eu entenda que me podeis dar a sua interpretação. Responderam os caldeus na presença do rei, e disseram: Não há ninguém sobre a terra que possa declarar a palavra ao rei; pois nenhum rei há, grande ou dominador, que requeira coisas semelhantes de algum mago, ou astrólogo, ou caldeu."


Daniel 2:36-49-"Este é o sonho; também a sua interpretação diremos na presença do rei. Tu, ó rei, és rei de reis; a quem o Deus do céu tem dado o reino, o poder, a força, e a glória. E onde quer que habitem os filhos de homens, na tua mão entregou os animais do campo, e as aves do céu, e fez que reinasse sobre todos eles; tu és a cabeça de ouro. E depois de ti se levantará outro reino, inferior ao teu; e um terceiro reino, de bronze, o qual dominará sobre toda a terra. E o quarto reino será forte como ferro; pois, como o ferro, esmiúça e quebra tudo; como o ferro que quebra todas as coisas, assim ele esmiuçará e fará em pedaços. E, quanto ao que viste dos pés e dos dedos, em parte de barro de oleiro, e em parte de ferro, isso será um reino dividido; contudo haverá nele alguma coisa da firmeza do ferro, pois viste o ferro misturado com barro de lodo. E como os dedos dos pés eram em parte de ferro e em parte de barro, assim por uma parte o reino será forte, e por outra será frágil. Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro. Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre, da maneira que viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela esmiuçou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro; o grande Deus fez saber ao rei o que há de ser depois disto. Certo é o sonho, e fiel a sua interpretação. Então o rei Nabucodonosor caiu sobre a sua face, e adorou a Daniel, e ordenou que lhe oferecessem uma oblação e perfumes suaves. Respondeu o rei a Daniel, e disse: Certamente o vosso Deus é Deus dos deuses, e o Senhor dos reis e revelador de mistérios, pois pudeste revelar este mistério. Então o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitas e grandes dádivas, e o pôs por governador de toda a província de babilônia, como também o fez chefe dos governadores sobre todos os sábios de babilônia. E pediu Daniel ao rei, e constituiu ele sobre os negócios da província de babilônia a Sadraque, Mesaque e Abednego; mas Daniel permaneceu na porta do rei." Nestes textos encontramos o rei sonhando, mas ele se esqueceu do sonho. Ele apenas sabia que tinha sonhado, mas o que? Ele não se lembrava mais. E então foi necessário Daniel, não apenas interpretar o sonho, mas até mesmo lembrá-lo dele! Foi Daniel quem resgatou o sonho de Nabucodonosor.


Saiba qual é seu sonho, escreva-o, proclame-o!

No caso de Jesus, ele foi protegido pelo sonho que Deus dera a seu pai José. Em Mateus 2:19 - "Morto porém Herodes, eis que o anjo do Senhor apareceu num sonho a José do Egito"-, Deus aparece a José e o orienta a fugir de Herodes. Ele sabia que a vida de Jesus estava em risco. José foi extremamente específico na direção para sua família.

No caso de José ele guardou seu sonho por toda sua vida. Ele sabia que um dia Deus lhe havia mostrado seu futuro, e um dia isto se cumpriria.

Saiba seu sonho especificamente. E, se necessário for, peça ajuda a seus pais ou a quem poderá te ajudar a interpretar este sonho. Foi Jacó, pai de José, quem interpretou o sonho para José, quando disse:-"Viríamos eu, sua mãe e seus irmãos a nos prostrar a seus pés?" Gênesis 37:10. Não creio que até aqui José tivesse entendido o significado do sonho. Ele apenas o tinha recebido. Foi o próprio Jacó quem teve discernimento do que Deus estava dizendo através do sonho de José.


Continua...

Bispo Rodovalho
28/05/2010.


QUANDO CONFIAM NO PRÓPRIO BRAÇO

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , | Posted on 05:23

0


"Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela. Porém, os homens que com ele subiram disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós. E infamaram a terra que tinham espiado, dizendo aos filhos de Israel: A terra, pela qual passamos a espiá-la, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos." Nm 13:30-33


"Então toda a congregação levantou a sua voz; e o povo chorou naquela noite." Nm 14:1
 

Você não deve chorar na presença de seu adversário, pois ele desdenhará de você. Suas lágrimas serão recebidas com escárnio. Entretanto, se suas lágrimas forem derramadas na presença de Deus, elas serão colhidas. Você receberá de Deus o ânimo, a força para vencer os seus inimigos.


Aqueles homens inverteram as coisas e fizeram todo um povo chorar de medo do seu inimigo e desprezar a promessa de Deus de que venceriam os seus inimigos. Deus estava dizendo que era a hora de avançar, pois a Sua presença estava com eles. Um dos objetivos do milagre é sustentar, erguer a fé das pessoas e estimulá-las a alcançarem o próximo desafio. O Deus que faz um milagre é poderoso para fazer dois, dez, milhares de milagres. Quando você precisar de fé, lembre-se dos milagres que Ele já fez em sua vida.


"E disse o SENHOR a Moisés: Até quando me provocará este povo? e até quando não crerá em mim, apesar de todos os sinais que fiz no meio dele? Com pestilência o ferirei, e o rejeitarei; e te farei a ti povo maior e mais forte do que este. " Nm 14:11-12

 
"E se matares este povo como a um só homem, então as nações, que antes ouviram a tua fama, falarão, dizendo: Porquanto o SENHOR não podia pôr este povo na terra que lhe tinha jurado; por isso os matou no deserto. Agora, pois, rogo-te que a força do meu Senhor se engrandeça; como tens falado, dizendo: O SENHOR é longânimo, e grande em misericórdia, que perdoa a iniqüidade e a transgressão, que o culpado não tem por inocente, e visita a iniquidade dos pais sobre os filhos até à terceira e quarta geração. Perdoa, pois, a iniqüidade deste povo, segundo a grandeza da tua misericórdia; e como também perdoaste a este povo desde a terra do Egito até aqui. E disse o SENHOR: Conforme à tua palavra lhe perdoei. Porém, tão certamente como eu vivo, e como a glória do SENHOR encherá toda a terra. E que todos os homens que viram a minha glória e os meus sinais, que fiz no Egito e no deserto, e me tentaram estas dez vezes, e não obedeceram à minha voz, Não verão a terra de que a seus pais jurei, e nenhum daqueles que me provocaram a verá. Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança". Nm 14:15-24


Não podemos ser iguais a esse povo que se esqueceu dos milagres que Deus fez em suas vidas, a ponto de serem rejeitados por Deus. Por causa de sua infidelidade, de sua falta de fé e de discernimento do tempo de Deus, este povo peregrinou por quarenta anos no deserto e, como castigo, não conheceu a terra da promessa.


"Porque os amalequitas e os cananeus estão ali diante da vossa face, e caireis à espada; pois, porquanto vos desviastes do SENHOR, o SENHOR não estará convosco. Contudo, temerariamente, tentaram subir ao cume do monte; mas a arca da aliança do SENHOR e Moisés não se apartaram do meio do arraial. Então desceram os amalequitas e os cananeus, que habitavam na montanha, e os feriram, derrotando-os até Horma". Nm 14:43-45


Vemos que o povo estava acostumado a vencer, mas não a dar o crédito de suas vitórias à ação e proteção de Deus em suas vidas.


Assim se lançaram à guerra achando que continuariam a vencer sem a bandeira de Deus.Não quiserem obedecer à voz de seu pastor, que os preveniu que o Senhor não lhes daria a vitória. Esse povo não reconhecia o valor da cobertura espiritual que Moisés lhes proporcionava e desprezavam o conceito de obediência.


Um líder irrepreensível anda em obediência a fidelidade a Deus, à Sua Palavra, aos seus pastores e à visão ministerial à qual pertencem.

 
Um líder irrepreensível nunca quebra a aliança da consagração a Deus. Não troca a sua benção por um prato de lentilha e não sucumbe às ofertas que o inimigo lhe oferece.


Um líder irrepreensível não desiste de lutar, mesmo com o sacrifício da própria vida pelo Reino de Deus. Nunca retrocede diante de desafios, mesmo que pareçam maiores que a sua capacidade, pois sabem que se eles não forem ousados para realizá-los, Deus levantará outros em seu lugar.


Um líder irrepreensível discerne o tempo de Deus, a Sua voz e o som da trombeta, seja ela de guerra ou de descanso. Quando sai para a peleja, não vai desarmado, busca a Deus, a cobertura espiritual da Igreja.


Um líder irrepreensível não confia na força de seu braço, mas no braço forte do Senhor. Credita a Deus o mérito das suas vitórias, por mais simples que sejam. Não teme o inimigo, por maior que seja, pois sabe quem é o General que o arregimenta.



Bispo Rodovalho
26/05/2010





DISCURSO EM PLENÁRIO

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , | Posted on 05:21

0



Bom dia! Estou organizando com minha assessoria o livro de prestação de contas de meu mandato parlamentar e chegamos agora aos discursos. Selecionando alguns encontrei textos interessantes. Sempre digo que há quatro coisas sem volta: - água derramada, pedra lançada, palavras faladas e oportunidades perdidas. Acompanhe alguns dos trechos de discursos proferidos em plenário. Em breve disponibilizarei em meu site o arquivo do livro na íntegra para download.


Bispo Rodovalho
24/05/2010
------------------------------------------------------------------------------------------


Deputado Rodovalho em 22/02/07

Saudações

Sr. Presidente, muito obrigado pela deferência. Sras. e Srs. Deputados.

Lucro das instituições bancárias brasileiras

Ocupo a tribuna nesta tarde para fazer breve comentário a respeito de matéria publicada no jornal Folha de São Paulo no dia 19, que trata do lucro dos 5 maiores grupos bancários deste País - 27,5 bilhões de reais - apenas pelas taxas extras cobradas no ano passado.
O setor financeiro é, sem dúvida, o mais lucrativo em uma economia como a nossa. Os lucros das instituições bancárias têm sido exorbitantes, em qualquer dos planos econômicos adotados recentemente no Brasil, a ponto de essas próprias instituições terem seus balanços publicados sob curiosidade geral da Nação.

Sr. Presidente, estamos numa sociedade capitalista por opção. O Brasil respeita a propriedade privada, o lucro. Respeitamos e incentivamos o desenvolvimento, o crescimento, do qual o lucro é uma das partes motivadoras e notórias em qualquer sociedade desenvolvida do planeta. Acreditamos na propriedade privada, no livre comércio, nos direitos dos indivíduos e das instituições de exercerem seu trabalho e lucrarem honestamente. O que não podemos aceitar, contudo, é que lucro seja confundido, formalmente ou informalmente, com usura.

Brasil de ponta X Brasil de misérias

Gostaria de fazer uma observação. Hoje, o País convive com duas realidades extremas: o Brasil de ponta, das classes A, B e C, extremamente privilegiado, desenvolvido, e o Brasil muito carente, para não dizer miserável, alijado das mínimas condições de sobrevivência.
Em um país de raízes cristãs como o nosso, temos que perseguir o desenvolvimento, mas com justiça social e distribuição de renda. É justo o ganho de todas as instituições, e bem-vindo o capital estrangeiro, mas para contribuir com o nosso desenvolvimento e, especialmente, para incluir a grande parcela de nossa sociedade excluída do processo de integração social.

Desenvolvimento e justiça social

Após ler a reportagem da Folha de São Paulo, concluo que nós, Congressistas, o Executivo e a sociedade precisamos pensar uma forma em que o lucro de algumas instituições, especialmente das financeiras, seja, de alguma maneira, uma ponte para agregar essa parcela.
Sras. e Srs. deputados, eeputada Luiza Erundina, o produto mais caro do País atualmente é o crédito. No Brasil se cobram os maiores juros de mercado. O crédito é o produto mais caro, embora seja o mais importante para o desenvolvimento. E a verdade é que caímos na ciranda de que quem mais precisa de crédito é quem menos tem acesso a ele. A propósito, os bancos estão lucrando mais de 25 bilhões em taxas extras. O cheque especial, por exemplo, foi aumentado em 16%, além do pagamento adiantado de duplicatas, com acréscimo de mais de 15%. Hoje, se alguém quiser quitar uma duplicata, ela será taxada antecipadamente, fora da data.

Lucro predatório

Pensando nisso, deveríamos encontrar uma maneira para diminuir esse lucro, que é, usando expressão religiosa, um lucro sagrado, resultado do esforço, do risco, do trabalho e do suor do trabalhador, que precisa ser muito respeitado. O lucro não precisa ser tão vultoso, tão predatório, não deveria sacrificar tanto as camadas mais carentes.

Nanoempreendedores

Hoje, se um vendedor, ambulante ou autônomo precisar de crédito, por exemplo, para comprar um carrinho de cachorro-quente ou para montar seu micronegócio, aliás, seu "nanonegócio", vamos falar numa escala abaixo - eu sou físico e conheço um pouco dessas escalas -, ele não tem acesso porque muitas vezes não possui CGC e, como é pessoa física, acaba encontrando restrições. Ele terá direito a crédito, mas vai pagar juros altíssimos. Ele não terá garantias, pois as instituições bancárias fazem de tudo para proteger seu capital.

Amor ao próximo

O setor financeiro poderia muito bem liderar o Brasil em um exemplo de desprendimento para inclusão, abrindo mão de parte de seus exorbitantes lucros, para projetos que possibilitem o empreendedorismo das parcelas mais carentes de nossa gente, financiando, por exemplo, os nanoempreendimentos. Ou que auxiliasse nas erradicações de favelas. Enfim, que pudéssemos colocar em prática a parte do Evangelho sobre o amor ao próximo como a si mesmo.

Parte dos lucros bancários para as classes menos favorecidas

Sr. Presidente, por que não trabalharmos no sentido de que parte dos lucros dos bancos seja destinada à parcela mais carente da população, com o fim de gerarmos empregos e desenvolvimento, de criarmos meios de integrar essa parcela hoje alijada?

Brasil, um país de oportunidades

Nosso povo é trabalhador. Nosso País é o País das oportunidades. Mas não conseguimos trazer essas oportunidades para nossa gente na prática. O produto mais caro neste País é o crédito, especialmente para os mais carentes, que não possuem garantias. Exatamente por isso entramos na ciranda, sem garantias, sem crédito, sem empresas, sem empregos privados, sem poder de consumo, sem força econômica no Estado, consequentemente, com impostos exorbitantes ou juros altos para atrair o capital especulativo, alimentando a inflação.

Acesso ao crédito e desenvolvimento

Precisamos quebrar esse ciclo, implantando uma economia de mercado livre e responsável. Seria apropriado começar pelos que mais ganham como o setor dos bancos brasileiros que lucram com o mais importante produto nacional, o crédito, que impulsiona o crescimento e traz o desenvolvimento e a inclusão a setores mais carentes. Até nisso o Evangelho nos ajuda a compreender a vida humana, quando nos ensina a pensar no próximo e não apenas em nós mesmos.

Construir pontes

Acredito que as próprias instituições bancárias, uma vez desafiadas, seja pelo Executivo, seja pelo Congresso, tomariam a liderança do processo. O Brasil precisa de alguém que tenha coragem e liderança para quebrar a separação que há entre os menos favorecidos e a sociedade privilegiada. Precisamos construir pontes, e a forma de fazê-lo é apelando aos setores privilegiados, sobretudo ao setor financeiro.

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, na condição de líderes e de responsáveis pelo modelo social, espero encontrarmos uma forma de levar crédito aos mais necessitados.

Pac veio em boa hora

Ouvi o colega deputado Rodrigo Rollemberg, que me antecedeu nesta tribuna, falar sobre o PAC. Concordo com S.Exa. quanto ao fato de que se trata de medida louvável, de um dos projetos que visam promover o desenvolvimento mais inteligente e organizado de que temos lembrança. O PAC vem em boa hora. O Brasil não pode continuar crescendo à média de 1,5%, 2% ou 3% ao ano. Precisamos crescer à taxa de 5% por pelo menos 7 anos seguidos para conseguirmos resgatar as camadas menos privilegiadas, ou, então, não conseguiremos influir na bolsa de desempregados. Essa bolsa de desempregados é o grande mercado à disposição da marginalidade e do crime organizado. Precisamos agir não apenas no que diz respeito à área social, trabalho iminente, socorro do dia-a-dia, mas que não resolve o problema a médio e a longo prazos.

Centro-Oeste, acesso ao País

O Distrito Federal possui ao seu redor um cinturão - as cidades do Entorno - cujo potencial humano para o trabalho é enorme. Ali deveriam ser aplicados, com inteligência, projetos geradores de emprego e desenvolvimento. Não apenas os 24 milhões já destinados à causa, mas um valor maior. A Região Centro-Oeste, nobres colegas, pela sua localização, permite acesso mais fácil ao restante do País.

O governador José Roberto Arruda conversa neste momento com o presidente Lula sobre como a região Centro-Oeste pode ser beneficiada e ter o seu desenvolvimento alavancado, sendo verdadeiramente um elo de ligação entre as demais regiões.

Esforço conjunto

Peço ao Legislativo e ao Executivo que façam um grande esforço e liderem a integração dos brasileiros menos favorecidos à sociedade produtiva. Isso só acontecerá, a médio e em longo prazo, com crédito, planejamento e inteligência.

Parabenizo o Governo Federal pelo Programa de Aceleração do Crescimento - PAC. Vamos encontrar uma maneira de levar o Brasil a crescer e a se desenvolver, incluindo os mais carentes e excluídos.

Semeando sonhos, construindo propósitos e decidindo destinos!

Em 2007, um novo começo!



Muito obrigado.

DNA DE UM GUERREIRO PRODUTIVO

Posted by Bispo Rodovalho | | Posted on 14:36

0



Suas necessidades não são prioridade, “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas.” Mts 6:33

Busque o Reino de Deus, dê seu dízimo, sua oferta, seu tempo para evangelizar. Cuide da casa de Deus que Deus cuida de você. "Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração". Sl 37:4

Se você for na sua força não realizará o seu sonho, mas se fores na benção do Senhor, Ele fará com que seu sonho se realize. A oportunidade chegará até você, simplesmente por que você estará cuidando da casa do Senhor dos Exércitos, e Deus assim cuidará de você.

Um guerreiro é equilibrado, sábio. Satanás em primeiro lugar tenta te segurar para não deixar você orar, jejuar, guerrear. Quando ele percebe que não está conseguindo, ele te empurra e você se desequilibra. No evangelho de Lucas é relatado que Jesus crescia em sabedoria, graça, estatura, diante de Deus e dos homens. O Guerreiro teve ter equilíbrio total em todas as áreas e sabedoria, diante de Deus e dos homens.

Um guerreiro é consagrado a Deus. Você sabe que o diabo é ladrão, sabe que o diabo gosta de roubar a glória de Deus. Quando ele rouba uma verdade, como por exemplo, o arco-íris. Quem fez o arco-íris, a Nova Era ou Deus? Mas o que o diabo fez? Roubou, mentindo, colocando como um dos símbolos da Nova Era. Você, como alguém consagrado a Deus, não pode andar conforme as mentiras do diabo. O arco-íris é o símbolo de uma aliança de Deus com o homem, o diabo não tem poder de criar nada, tudo foi criado por Deus, o que o diabo fez foi confusão. As músicas são do diabo? não! Foi o Espírito Santo quem fez, não deixe o diabo tomar a glória de Deus.

Cabelo grande. Se um rapaz deixar o cabelo grande, ele não estará infringindo a Bíblia, veja em Núm. 6.4-8, as pessoas mais consagradas, santas, homens separados para Deus eram os nazireus. O símbolo de um nazireu era nunca cortar o cabelo! Este era o símbolo da consagração a Deus. Podemos ver que, quando a mãe de Samuel o entregou para Deus, ele se tornou um nazireu. Vemos também Sansão que tinha uma aliança com Deus onde ele não poderia jamais cortar os cabelos pois perderia a sua força. Não podemos dizer que se alguém tem os cabelos compridos estará servindo ao diabo, não! Pois quem criou isso, foi Deus, jamais poderei condenar alguém por usar os cabelos compridos, dizendo que ele está adorando a satanás com os cabelos compridos, por que estarei indo contra o princípio de Deus uma aliança!
Tem também outra deturpação do diabo. O brinco para o homem, Ex. 21.5,6 e Dt 15.17, brinco na Bíblia era também um símbolo de consagração para sempre, um homem que fazia uma aliança a outro para servi-lo, nós não vamos dar essa glória a satanás, é de Deus.

Temos que ser guerreiros produtivos, mas não desequilibrados e não vamos dar a satanás o direito de usar os símbolos de aliança com Deus. Pois somos os herdeiros do mundo se a igreja permitir que satanás use, ele usará, mas nós decretamos que satanás não possuirá nada desta geração, nem vidas, nem costumes, absolutamente nada por que a igreja não deixará, é para isso também que temos que ser guerreiros.

Bispo Rodovalho
22/05/2010

A VITÓRIA SOBRE O MAL EXERCITA NOSSA FÉ!

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , | Posted on 13:10

0



Lucas 11: 17 a 22: “E, sabendo ele o que se lhes passava pelo espírito, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e casa sobre casa cairá. Se também Satanás estiver dividido contra si mesmo, como subsistirá o seu reino? Isto, porque dizeis que eu expulso os demônios por Belzebu. E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam vossos filhos? Por isso, eles mesmos serão os vossos juízes. Se, porém, eu expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente, é chegado o reino de Deus sobre vós. Quando o valente, bem armado, guarda a sua própria casa, ficam em segurança todos os seus bens. Sobrevindo, porém, um mais valente do que ele, vence-o, tira-lhe a armadura em que confiava e lhe divide os despojos.”

O mal existe na forma de guerras, doenças, violência, loucuras e insensatez. Mas ele foi deixado nesse planeta, mesmo Jesus, tendo-o vencido, e Deus permite isto para que exercitemos nossa fé.

Os fariseus diziam que Jesus tinha autoridade para expulsar demônios porque Ele estava com o maior deles. O valente representava satanás; as acusações, doenças e mortes com os quais ele atormenta a vida das pessoas.

O mais valente é o Senhor Jesus Cristo, que sobreveio a satanás em sua casa, onde Jesus o venceu, tirou sua armadura e repartiu seus despojos. O maligno perdeu sua armadura e suas armas foram destruídas pelo poder do sangue de Jesus; andar com Deus e ter fé anula as armas do mal.

Satanás foi vencido, desarmado e despojado, mas infelizmente ainda está em nosso planeta. Jesus o venceu; a igreja em oração o amarra, inibindo-lhe a ação; esse é o trabalho do povo de Deus. Levante-se e assuma sua posição de guerreiro contra as artimanhas e manobras do inimigo, sejam elas aonde forem. A Igreja estará atenta, alerta, atuante e de prontidão para a batalha espiritual e a resistência aos avanços do inferno! Em nome de Jesus, nosso General!


Bispo Rodovalho
20/05/2010

NÃO VOS CONFORMEIS COM ESTE MUNDO

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , | Posted on 12:03

1



Romanos 12.2: "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus."

A palavra “mundo” nesse texto significa sistema. Por isso, não se conforme com as coisas erradas, Deus te chamou para mudá-las.

Mude aquilo que está errado na tua vida, Deus é poderoso para te capacitar a mudar a sua vida. Não se conforme com as coisas medíocres da existência; com as coisas erradas, distorcidas e abusivas.

Novos resultados só vem com novas atitudes. Pra você ter resultados diferentes, você tem que ter atitudes diferentes.

Quando Paulo nos diz para não nos conformar com esse mundo, ele não diz para atacarmos aquela realidade eterna. Ele diz: Transformai-vos.

Ele diz para você se transformar porque a mudança começa em você. Paulo nos ensina a escrever a nossa própria realidade.

Se você está dentro de um quadro injusto e desigual, transforma-te. Não aceite essa realidade passivamente. Quando você transforma a sua vida, você transforma o seu ambiente.

Essa mudança começa na mente. Você muda quando você muda a sua mente.

Mude a sua mente e sua maneira de pensar. Leia bons livros, essa é uma maneira fácil e inteligente de transformar a sua mente.

Repense a sua vida. O lugar mais importante na sua vida é onde você encontra respostas para as grandes perguntas da sua alma. As perguntas que você se faz é o que te faz crescer, são elas que dilatam a sua vida.

Repense a sua vida e sua história.

As únicas coisas inquestionáveis da sua vida são: -Sua aliança com Deus; sua aliança com sua esposa; e sua aliança com sua igreja. Essas são coisas intocáveis. As demais áreas tem que passar por esse questionamento, para que você possa encontrar as respostas que te levarão mais alto.


Bispo Rodovalho
20/05/2010

NÃO FIQUE LONGE DE SEU EXÉRCITO!

Posted by Bispo Rodovalho | Posted in , , , , , , , | Posted on 13:06

0



É importante sabermos que, quando uma pessoa erra, nem sempre é por que ela tem um desvio de caráter ou porque tem brechas na sua vida. A gente sempre busca se consolar com essa desculpa de que erros e fracassos só acontecem por causa de uma falha ou deformação do caráter humano. Nesse estudo veremos que, mesmo uma pessoa que tem sua vida como modelo para toda humanidade pode errar e causar um desastre na sua vida e na sua família.

Na bíblia, encontramos a história de um homem que não tinha deformações no seu caráter, pelo contrário, era um adorador, santo, escolhido e ungido por Deus, que não tinha vícios em sua vida, mas que de repente acontece um desastre na sua vida.

Atos 13.22 “E, tendo tirado a este, levantou-lhes o rei Davi, do qual também, dando testemunho, disse: Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade.”

Que testemunho forte! Deus está dizendo que achou Davi. Se Ele disse que achou, é porque Ele estava procurando alguém. E dentre todos, Ele encontrou Davi.

Esse texto fala que Davi tinha duas virtudes:

Ele tinha o coração segundo o coração de Deus e ele faria toda a vontade de Deus.

Ter o coração segundo o coração de Deus, quer dizer que ele pensava como Deus pensa, enxergava as coisas como Deus enxerga, sentia as coisas como Deus sente.

Uma pessoa normal, não pensa como Deus. Deus sofre com a injustiça, já o homem vive confortavelmente com a injustiça desde que ela não atinja a vida dele diretamente, desde que ele não seja prejudicado por essa injustiça. Davi era diferente, ele sentia a injustiça assim como Deus sente.

Davi também era disponível para fazer a vontade de Deus. Ele tinha o pensamento, a vontade, o sentimento, mas tinha a ação também.

Às vezes a pessoa tem um coração segundo o coração de Deus, mas não quer fazer a vontade de Deus. Já outras pessoas que querem fazer a vontade de Deus, mas não tem um coração segundo o coração de Deus. Por isso que Davi era um homem raro.

Uma pessoa que sente as coisas como Deus sente, é uma pessoa especial. Ele era uma preciosidade.

Atos 13.36 “Porque, na verdade, tendo Davi servido à sua própria geração, conforme o desígnio de Deus, adormeceu, foi para junto de seus pais e viu corrupção.”

Viu corrupção quer dizer que ele morreu e foi integrado. Quer dizer que ele foi desintegrado fisicamente.

Mas nem essas duas características marcantes garantiram a segurança de Davi. Mesmo sendo uma pessoa especial, ele também estava suscetível a tragédias.

Todo mundo espera que grandes tragédias só aconteçam com pessoas ruins, e não com pessoas que tem o coração bom, mas a vida não é assim. Todo mundo pensa que quem tem o coração bom já está protegido do mal, e não é assim.

II Samuel: 11.1 “Decorrido um ano, no tempo em que os reis costumam sair para a guerra, enviou Davi a Joabe, e seus servos, com ele, e a todo o Israel, que destruíram os filhos de Amom e sitiaram Rabá; porém Davi ficou em Jerusalém.”

Vendo esse trecho, pode parecer que não há nada de errado aqui. Davi vinha de duas grandes batalhas no ano anterior, contra os sírios e os amonitas. Ele estava praticamente esgotado fisicamente, depois veio o inverno, que era tempo de descanso, era quando o rei cuidava da administração interna do país. Quando chegou novamente o tempo das guerras, Davi manda Joabe à frente do seu exército, e fica em casa.

II Samuel: 11.2 “Uma tarde, levantou-se Davi do seu leito e andava passeando no terraço da casa real; daí viu uma mulher que estava tomando banho; era ela mui formosa. Davi mandou perguntar quem era. Disseram-lhe: É Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o heteu. Então, enviou Davi mensageiros que a trouxessem; ela veio, e ele se deitou com ela. Tendo-se ela purificado da sua imundícia, voltou para sua casa. A mulher concebeu e mandou dizer a Davi: Estou grávida.”

Que desastre! Esse foi o pior dia da vida do Rei Davi. Uma catástrofe. Ele coabitou com uma mulher casada, e depois, mandou matar o marido dela. Nesse dia entrou uma maldição na vida de Davi. Maldição essa que vemos claramente manifesta na vida de seu filho Salomão que teve mil mulheres. Ele tinha uma incontinência nessa área, toda mulher que ele olhava, ele desejava. E essa maldição entrou na vida dele por causa do pecado de Davi.

Como aconteceu isso com Davi?

Ele não era mulherengo, ele não tinha brechas na sua vida. Mas ele fez outra coisa que expôs a vida dele, ele quebrou outro principio.

O exército dele está na batalha, e lá estava a unção de Deus, e é onde Davi deveria estar. Ele deixou o seu exército subir sozinho, ele não estava na guerra com o seu exército, e quem sai de perto do seu exército perde a proteção de Deus.

Davi ensinou seus discípulos que em tempo de guerra todos deveriam subir e guerrear, e nesse momento ele fez o oposto.

Isso aconteceu com um homem com o coração segundo o coração de Deus. Esse homem não era carnal e nem arrogante. Ele era alguém muito especial, mas a arca da aliança estava na guerra com o exército, e não no palácio.

Davi tinha mil desculpas, tinha um pretexto para ficar em casa. Ele tinha tido um ano anterior duro e estava esgotado. Mas ele buscou segurança no lugar errado. O lugar mais seguro para ele estar não era o seu palácio, e sim no lugar para onde o Senhor tinha o chamado. Ele buscou a segurança em sua casa, buscou em algo natural, mas a sua segurança estava na unção de Deus e em estar junto ao seu exército.

Junto ao seu exército é onde a cada dia o Senhor te ensina e te conduz a vitória. É ali onde Deus vai ministrar a sua benção e a sua unção. É algo inconcebível pensar que, enquanto a sua nação estava em guerra, o rei estava dormindo depois do almoço.

O resultado desse pecado de Davi foi desastroso. Para encobrir seu pecado ele mandou matar Urias. E por consequência desses pecados Davi perdeu dois filhos; e pior, abriu uma brecha por onde entrou o espírito de prostituição veio a destruir Salomão anos depois.

Davi não estaria exposto se tivesse ido para guerra, ele ficou exposto quando ele desobedeceu a palavra de Deus. Como rei, Davi deveria estar com o seu exército naquela batalha.

Aprenda essa preciosa lição, meu amado irmão. Longe do seu exército você é fraco. Você está exposto ao perigo quando está em desobediência, e não quando você está na batalha com o seu exército. Não ande por situações que de alguma maneira te exporá espiritualmente. Não fique longe do seu exército.


Bispo Rodovalho
Brasília, 19/05/2010